Patologias

Câncer de Próstata

Câncer de Próstata

 

A próstata é um órgão do aparelho reprodutor masculino situado na região pélvica e responsável pela produção de parte do sêmen (esperma).

O câncer de próstata é um tumor maligno na próstata. A maioria dos tumores progride lentamente e sem sintomas no estágio inicial. Afeta principalmente homens acima de 50 anos e tem como fatores de risco a raça negra e histórico familiar da doença. O diagnóstico precoce é essencial para o sucesso do tratamento, por isso é recomendado que homens façam os exames de rastreamento, entre eles o toque retal e a dosagem do PSA (antígeno prostático específico) no sangue.

 

Hiperplasia Prostática Benigna (HPB)

Hiperplasia prostática benigna 1

 

Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) é uma doença em que ocorre o crescimento benigno da próstata. Acomete cerca de 50% dos homens com idade acima de 50 anos. Os principais sintomas são: dificuldade de urinar, jato urinário fraco, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga, aumento da frequência urinária noturna e vontade incontrolável de urinar. A HPB pode acarretar em alguns casos, presença de sangue na urina, infecção urinária de repetição, cálculos na bexiga, retenção urinária e insuficiência renal.

 

Câncer renal

Câncer renal 1

 

 

O câncer renal acomete mais homens que mulheres e geralmente é mais frequente em indivíduos na faixa de 60 anos. Os principais fatores de risco da doença são: tabagismo, histórico familiar da doença e obesidade.

Geralmente o câncer de renal é descoberto incidentalmente durante a realização de exames de check-up. Habitualmente são tumores assintomáticos, porém, em estágios avançados, ter como sintomas: dor lombar, hematúria (sangue na urina) e massa abdominal palpável.

 

Câncer de bexiga

 Câncer de Bexiga.jpg

 

É a proliferação de células malignas do epitélio de revestimento da bexiga (urotélio). Afeta principalmente os homens acima de 60 anos e ocupa a 7ª posição entre os tumores malignos diagnosticados em homens. O tabagismo é o principal fator de risco para o câncer de bexiga, sendo responsável por cerca de 50% dos casos. Entre os principais sintomas se destacam: hematúria (sangue na urina), urgência miccional e dor para urinar (disúria).

 

Câncer de testículo

Câncer de testículo

O câncer de testículo é a proliferação de células malignas no testículo. Acomete homens jovens entre 20 e 30 anos. A grande maioria dos tumores têm origem nas células germinativas do testículo e são divididos em seminomas e não-seminomas.

O principal sintoma do câncer de testículo é a presença de nódulo endurecido com aumento do volume no testículo acometido. Geralmente acomete apenas um dos testículos, porém entre 1 a 2 % dos casos pode haver comprometimento dos dois testículos.

O tratamento inicial consiste na remoção cirúrgica do testículo afetado (orquiectomia radical).

 

 Câncer de pênis

Câncer de pênis

 

O carcinoma de pênis se manifesta-se por lesões e alterações de coloração da glande (marrom-azulada), ou em forma de ferida ou úlcera que não cicatriza ou nódulos situados na glande, no prepúcio ou no corpo do pênis e nos gânglios inguinais.

Entre os fatores que contribuem para o desenvolvimento da doença destacam-se:

-Higiene íntima inadequada (é preciso puxar o prepúcio, pele que envolve a cabeça do pênis, para higienizá-la corretamente);

-Papilomavírus Humano (HPV);

-Fimose (dificuldade ou impossibilidade de exposição da “cabeça” do pênis, a glande, por estreitamento do prepúcio);

-Lesões penianas não tratadas;

-Tabagismo.

 

Disfunção erétil

Disfunção erétil

 

A disfunção erétil é a incapacidade do homem de atingir e/ou manter uma ereção peniana suficiente para uma relação sexual satisfatória.

O problema afeta entre 20 a 30% da população masculina com uma tendência de aumento na prevalência com o aumento da idade. Até 50% dos homens com mais de 40 anos podem apresentar o problema.

Entre os principais fatores de risco para o desenvolvimento de disfunção erétil estão a obesidade, diabetes, idade avançada, sedentarismo e tabagismo.

 

Ejaculação precoce

Ejaculação precoce

 

A ejaculação precoce ou prematura é uma alteração sexual em que ocorre uma incapacidade persistente ou recorrente de retardar a ejaculação na maioria dos intercursos sexuais. A ejaculação ocorre após estímulo sexual mínimo ou logo após a penetração. O problema impacta negativamente na qualidade de vida, causando sensação de frustração e insegurança em relação a atividade sexual.

Algumas condições como diabetes, obesidade, sedentarismo, infecções, alterações tireoidianas, experiências sexuais traumáticas podem estar relacionadas ao desenvolvimento da ejaculação precoce. Outros fatores como hipersensibilidade peniana e ansiedade também podem estar envolvidos. A ejaculação precoce tem etiologia multifatorial com componentes biológicos e psicológicos ainda não totalmente esclarecidos.

 

 

Clínica URO – Urologia, Robótica e Oncologia

 

Nossos contatos:

Telefone: (62) 3157-2072

WhatsApp: (62) 99632-3672

Endereço: Órion Business & Health Complex, Avenida Portugal, 1.148, Bloco C Sala 3804 e 3806, Setor Marista, Goiânia, Goiás.

Botão Voltar ao topo
Whatsapp
Agende sua consulta
Agende sua consulta